Goiandira é um município brasileiro do estado de Goiás. Sua população estimada em 2004 era de 4.761 habitantes.O território de Goiandira foi habitado primitivamente pelo ramo meridional da tribo dos Caiapós, hoje conhecidos como Panará, e que na época espalhada por quase todo o Triângulo Mineiro, sul e sudoeste goianos e norte paulista. Sua existência é comprovada pela família dos Bugres ali falecidos em 1940, além dos restos de utensílios de barro encontrado sem escavações às margens do córrego adjacentes. Conhecida como "Sesmaria de Campo Limpo" integrante do vasto território do antigo "Sítio do Catalão", em cujas imediações passou a bandeira de Bartolomeu Bueno da Silva - o Anhanguera - na segunda metade do século XVII.

Em 1800, Tomás Garcia, vindo de Minas Gerais, tomou posse de vasta extensão de terras que compunham a sesmaria de Campo Limpo, transmitindo metade das terras a Jerônimo Teixeira, ao preço de cem réis o alqueire. Esses conquistadores e os tropeiros e carreiros foram os devassadores da região. Com a chegada de várias famílias à região, já no século XIX, a procurade terras melhores, os pioneiros da cidade formariam o Distrito de Goiandira , cuja sede se levantou em terreno predominantemente argiloso, daí a designação "Terra Branca". O povoado de Campo Limpo crescia lentamente, até que chegaram os trilhos da Estrada de Ferro Goiás dando-lhe vigoroso impulso econômico. Elevou-se a distrito, em 25 de janeiro de 1915, pela Lei Municipal nº 39, de Catalão. Buscando ampliar a linha férrea existente no país, no ano de 1913 foi erguida a estação férrea na Fazenda Campo Limpo, que recebeu o nome de Goiandira por determinação do engenheiro da ferrovia, na linha Araguari-Goiandira, da Estrada Férrea Goiaz. Ao atingir um bom nível de desenvolvimento, gerado mormente pela ferrovia, deu-se sua emancipação, em 6 de maio de 1931, o então Interventor do Estado de Goiás, Dr. Pedro Ludovico Teixeira, pelo Decreto nº 799, criava o novo município com a denominação de ?GOIANDIRA?, nome da Estação local, nomeando Absaí Teixeira, para o cargo de Prefeito. 

MAIS HISTÓRIA









O território de Goiandira foi habitado primitivamente pela tribo dos Caiapós, da região de Araxá, espalhada por quase todo o Triângulo Mineiro, e cuja existência é comprovada pela família dos Bugres ali falecidos em 1940, além dos restos de utensílios de barro encontrados em escavações às margens do córrego adjacentes.Em 1800, Tomás Garcia, vindo de Minas Gerais, tomou posse de vasta extensão de terras que compunham a sesmaria de "Campo Limpo", transmitindo metade das terras a Jerônimo Teixeira, ao preço de cem réis o alqueire. Esses conquistadores e os tropeiros e carreiros foram os devassadores da região.O povoado de Campo Limpo crescia lentamente, até que chegaram os trilhos da Estrada de Ferro Goiás dando-lhe vigoroso impulso econômico. Elevou-se a distrito, em 25 de janeiro de 1915, pela Lei Municipal nº 39, de Catalão.Ao atingir um bom nível de desenvolvimento, gerado mormente pela ferrovia, deu-se sua emancipação, pelo Decreto-Lei 799, de 6 de março de 1931, instalando-se o município em 6 de maio do mesmo ano, com a denominação de "GOIANDIRA", nome da Estação local.A estrada de ferro era o elemento de integração do município com outras regiões do país. Por isso, Adolfo Mariano deixa claro em sua poesia que Goiandira só passa a existir após a estrada de ferro. Foi à partir daí que ocorreu um crescimento urbano.Daí, este ser um período importante na vida do município, pois este crescimento urbano vindo com a estrada de ferro foi, em grande parte, responsável pela aceleração do desenvolvimento do município, sendo este um motivo central para o surgimento da cidade e desta o anseio de emancipação.Goiandira, vivia um certo progresso com a construção de casas comerciais e residenciais, até que no ano de 1.915, pela lei municipal n.° 39 da Prefeitura Municipal de Catalão era a Sesmaria de Campo Limpo elevada à categoria de Distrito.Gozando de relativa autonomia, Goiandira crescia de maneira lenta mas constante, recebendo sempre algum fazendeiro que comprava terras no município; ou com a vida de algum comerciante que instalava seu estabelecimento nas imediações da vila.Mas em se tratando de uma cidade goiana, não podemos perder de vista o fato de que o estado de Goiás contava com grandes zonas totalmente desabitadas. O sudeste goiano era a região mais povoada; isto basicamente em função de ser rota de tropeiros e carreiros que vinham na Província de Goiás em busca de matéria-prima.Prova do crescimento populacional do estado de Goiás e, consequentemente, da região sudeste, está na comparação que podemos fazer ao analisarmos dados estatísticos anteriores e posteriores à estrada de ferro.