CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE 2017

Foi realizada no dia 10, a Conferência Municipal em Saúde que reuniu os profissionais da área que atuam no município e contou com a presença de integrantes da comunidade.

O evento teve o objetivo de discutir propostas para formulação de diretrizes e observação das necessidades em saúde da população, o que proporcionará a reavaliação de ações e estratégias, e a reestruturação do Plano Municipal de Saúde que irá vigorar de 2018 a 2021.

Após as palestras que desenvolveram uma apreciação sobre os temas e os indicadores, os participantes foram divididos em equipes que debateram sobre quais ações poderão ser executadas e de que forma poderão ser implementadas. Esse debate resultou na elaboração das diretrizes a serem seguidas para potencializar o trabalho da Secretaria Municipal de Saúde em relação à Saúde da Mulher e à Vigilância em Saúde que engloba saúde do trabalhador, vigilância do meio ambiente e vigilância sanitária e epidemiológica.

Nesse encontro foram eleitas três delegadas, entre profissionais da saúde do município e membros da comunidade presentes. São elas: Cleusa Maria Silva Prado Bueno e Leila Cassimiro Espíndola, ambas agentes de saúde Estratégia Saúde da Família 2, do Setor Primavera, e Luiza Helena Araújo Zardini, usuária do SUS. As delegadas eleitas irão representar o município nas conferências regional, estadual e nacional.

Para a enfermeira responsável pela Estratégia Saúde da Família Jairo Marques da Silva, Fernanda Pereira, a participação da sociedade poderia ser maior, pois a conferência é um espaço deliberativo e uma oportunidade de participação da comunidade. “Essas reavaliações são constantes pois o Plano Municipal de Saúde muda a cada quatro anos. Nosso objetivo é formular as diretrizes, avaliar a situação de saúde do município para que possa ser reestruturada. As necessidades mudam e precisamos sempre buscar atender essas necessidades”, disse.